ara saber como esta a correr a gestão financeira da tacerto.com fomos falar com Pedro Maximiano  para melhor conhecer a sua experiência com o MagniFinance.

A Tacerto.com é uma correctora de seguros no Brasil que tem o seu departamento de investigação e desenvolvimento em Portugal. Mais concretamente em Leiria.

Esta pequena equipa de 4 elementos que assegura o desenvolvimento e manutenção da plataforma informática que suporta o site www.tacerto.com é um dos clientes que já utiliza o MagniFinance no seu dia-a-dia empresarial e que simpaticamente nos dispensou algum tempo para uma breve conversa.

Como conheceram o Magnifinance?

Sugiu numa conversa informal com uma pessoa que não pertence à empresa. Ele estava à procura de uma solução para a gestão das suas finanças pessoais, e encontrou o MagniFinance. Sugeriu que experimentássemos.

O que foi vos motivou a fazer o teste?

Nós somos um centro de desenvolvimento para uma empresa multi-nacional e temos de apresentar relatórios financeiros muito detalhados que implicam rigor, detalhe e muito trabalho com a folha de cálculo.
Quando vimos que o MagniFinance sincronizava automaticamente os dados bancários resolvemos experimentar.

Como correu o teste?

Iniciamos por sincronizar os dados com o banco e a carregar os dados manualmente do nosso programa de facturação. Inicialmente usávamos o MagniFinance apenas para gerir as finanças da empresa. 

Apenas em Janeiro, com o fim da licença que tinhamos do nosso programa de facturação é que começamos a emitir facturas com o MagniFinance. Neste momento é o único programa que usamos para a gestão financeira da empresa.

Quanto tempo por dia precisam para gerir as Finanças da Vossa Empresa?

Neste momento nem de 5 minutos por dia precisamos. Somos uma empresa pequena, temos 4 pessoas e agora é muito simples de gerir. A verdade é que temos o MagniFinance sempre aberto num tab do browser. Como passo o dia todo com o computador não custa nada ter mais um tab aberto e vou vendo se houve algum movimento no banco. 

Qual é a página do MagniFinance que têm aberta?

Normalmente está no painel de análise ou das transferencias para monitorar os movimentos bancários.

Agora que já utilizam a aplicação com todas as suas funcionalidades, quais são as vossas favoritas?

Sem duvida a sincronização com os dados bancários, e a associação a documentos. Foi mesmo uma grande diferença em termos de ter diferentes aplicações abertas ou ter apenas o MagniFinance.

É verdade que a importação óptica também é uma das que mais usamos. Depois de a treinar ela já lê de forma automática quase todas as facturas e sugere logo qual o movimento bancário a que podemos associar. 

Para finalizar, qual foi o maior impacto que o MagniFinance teve na sua empresa?

Tornou o processo de reporting para a casa mãe muito mais simples e mais fluido. Já não precisamos de várias aplicações nem perdemos tanto tempo com a preparação dos reports.

Alguma funcionalidade nova que gostava de ver implementada no MagniFinance?

Gostavamos de poder dar rótulos a algumas despesas. Ou seja, gostávamos de poder obter relatórios com as despesas organizadas por categorias definidas por nós.

Agradecemos à equipa da TaCerto.com e ao Pedro Maximiano em especial por nos ter dispensado uns minutos para contar como está a ser a sua experiência.

No que respeita à funcionalidade que desejam, falamos com a equipa técnica do MagniFinance que deixou a seguinte sugestão: 

“Uma excelente sugestão que iremos ter em conta para desenvolvimentos futuros. Neste momento pode já ser ultrapassada utilizando os centros de custos que permitem agrupar as despesas por categorias definidas pela empresa e posteriormente obter relatórios específicos de cada um”



  • Nuno Rodrigues
  • 0

Comentários

Ainda não existem comentários sobre este artigo. Seja o primeiro!


Seu comentário

Tags: case studiestacerto_com

Related posts

Este site usa cookies para melhorar o desempenho e experiência. Ao continuar, declara aceitar todos os cookies. Fechar