Qual a diferença entre margem de lucro e margem de contribuição e como calcular cada uma?  Como saber quanto de lucro tenho por cada produto ou serviço que vendo. Neste artigo explicamos a importância do cálculo destes indicadores e o que significam para a sua empresa.


Num mundo em constante incerteza, conceitos como Margem de Lucro e Margem de Contribuição estão (ou deveriam estar) presentes, no dia a dia de qualquer gestor financeiro. As informações que estes indicadores lhe dão são de suma importância para a tomada de decisão acerca da viabilidade de venda de um produto ou serviço, que envolvem questões como definição do preço, previsibilidade de lucro ou prejuízo, ou seja, todo o planeamento orçamental de uma empresa.

Importância da informação do Lucro e da Margem de Contribuição para a gestão financeira da sua empresa

Os gestores necessitam de informação detalhada sobre a sua operação, informação essa que pode ser obtida de várias formas, nomeadamente, através da análise dos dados disponibilizados pela contabilidade da empresa. É com a análise destes dados que os gestores conduzem com maior eficácia os seus negócios. Apesar de não existirem decisões perfeitas, o gestor deve procurar obter informação de qualidade para saber onde deve apostar e que rumo deve dar à empresa.

Em qualquer negócio, as decisões tomadas têm como objetivo conseguir direcionar a empresa para o seu principal objetivo - maximizar o lucro. Estas são algumas das perguntas que deve conseguir responder, que lhe vão servir de indicadores para saber como está a sua empresa e qual o melhor caminho a seguir são:

- Quanto se ganha/perde por cada unidade vendida de cada produto? 

- Qual é o número de vendas (volume) que tem de fazer, num dado período de tempo, para o seu negócio ser lucrativo?

- Que resultados serão obtidos se vender um determinado volume?

- Quantas unidades terá a empresa de vender para alcançar os objetivos financeiros?

As respostas a estas perguntas permitem ao gestor um maior controlo sobre o futuro da empresa. O que num cenário de grande competitividade é imprescindível para a sobrevivência de um negócio.

 

O que é a Margem de Lucro e como calcular?

Antes de explicarmos como calcular a Margem de Lucro, vamos rever o conceito de Lucro. Lucro é o resultado entre os custos que a sua empresa tem para fazer uma venda e o valor faturado nessa venda, ou seja, quanto ganha na venda de um produto. Assim, a Margem de Lucro representa quanto é que uma empresa ganha com as suas vendas. Estes conceitos podem ser utilizados tanto a nível global de um empresa, como a nível unitário, ou seja, pode calcular a margem de lucro que tem com a venda total dos produtos, assim como a margem de lucro que tem por unidade, como mostra o exemplo abaixo.

Podemos calcular a margem de lucro unitária na venda de por exemplo uma caneta.

Se produzir ou adquirir essa mesma caneta por 1€ (CP) e vender por (PVP) 1,70€, a Margem de Lucro (ML) será 41%. Este resultado é-nos dados através da seguinte fórmula:

ML= LUCRO / PVP x 100

      = [(PVP-CP)/PVP] x 100

      = [(1,7 -1)/1,7] x 100

     = 41%

Sendo que,

ML - Margem de Lucro

PVP - Preço de Venda ao Público

CP - Custo de Produção/Aquisição


Assim, tivemos uma margem de lucro de 41% sobre o preço de venda.

O problema desta fórmula é que este conceito é muito simplificado e só toma em consideração o preço de compra e venda de um produto e, como sabemos, as empresas têm vários tipos de custos, sejam estes fixos ou variáveis.

 

O que é Margem de Contribuição e como calcular?

A Margem de Contribuição (MC) é a diferença entre o preço de venda unitário (PVP) e o custo variável unitário (CVu) e representa o excedente do valor de vendas sobre os custos variáveis. Existe todo o interesse em calcular esta margem em percentagem, pois esta mostra-nos o valor em percentagem que cada venda irá contribuir para a organização e pode-se pensar nesta percentagem como um indicador da eficiência da nossa empresa.

MC = PVP – CVu

Sendo que,

MC - Margem de Contribuição

PVP - Preço de Venda ao Público

CVu - Custo Variável Unitário

Assim, a Margem de Contribuição em percentagem mostra-nos a relação do preço de venda com os custos variáveis. Este valor indica quanto cada venda contribui para resultado da empresa.


O gráfico acima ilustra que, para o mesmo preço de venda, o custo fixo unitário diminui quantas mais vendas a sua empresa fizer, ou seja o custo fixo unitário aproxima-se de zero quando o número de vendas é muito grande. Ao contrário do custo fixo, o custo variável unitário pode-se alterar ou não com o aumento nas vendas (dependendo de como a sua empresa opera) mas não tendem para zero. Assim, o custo total unitário é variável,  diminuindo com aumentos na quantidade. Este custo total unitário “tende” (matematicamente) para o custo variável unitário com o aumento das vendas.

O número de vendas de equilíbrio, ou quantidade de equilíbrio (Q) será onde a curva do custo total unitário cruza com a linha do preço de venda unitário. Este ponto de equilíbrio é o designado Ponto de Equilíbrio Económico uma vez que dá informação sobre o número de vendas que precisa fazer para cobrir todos os custos.

 

Diferenças entre Margem de Lucro e Margem de Contribuição

Analisando os dois conceitos, podemos concluir que a Margem de Contribuição é um conceito muito mais profundo e complexo que a Margem de Lucro, desde já porque leva em consideração os custos variáveis da empresa e, por essa razão, dá-nos uma visão mais alargada da situação económica e financeira da empresa. Com o cálculo da Margem de Contribuição consegue saber quanto é que uma peça contribui para a sua empresa. Desta forma, tem informação sobre quantos produtos terá de vender para cobrir os custos fixos e, assim, aumentar os resultados, uma vez que a partir deste valor a sua empresa entra no positivo. Por esta razão muitas multinacionais preferem fazer contratos de arrendamento, leasing, renting, etc... do que comprar certos tipos de equipamento uma vez que assim, tornam mais flexível a sua estrutura de custos fixos e conseguem fazê-la baixar quando preveem menos vendas e aumentá-la em períodos de melhores resultados.




  • Cláudio Xavier
  • 0

Comentários

Ainda não existem comentários sobre este artigo. Seja o primeiro!


Seu comentário

Tags:

Este site usa cookies para melhorar o desempenho e experiência. Ao continuar, declara aceitar todos os cookies. Fechar