Nunca foi tão fácil criar um novo negócio com potencial de crescer de 0 a infinito em pouco tempo Esta afirmaçãé tão verdade quanto o número de empresas tecnológicas que hoje são vendidas por quantias muito elevadas e que apresentam modelos de crescimento exponencial. Algo que há alguns anos era considerado impossível.

Os baixos custos relativos de replicação de produtos de software e ausência de tempo de replicação permitem uma expansão e um número de vendas a tender para o infinito. Por outro lado, instituições que considerávamos como imutáveis e sólidas, são hoje postas em causa e deixaram de ser intocáveis.

Segundo @PedroRochaVieira, CEO da Beta-I (http://beta-i.ptOs aceleradores são um processo altamente exigente de seleção de startups com alto potencial, de capacitação através de mentoring, com empreendedores experientes, e focados no desenvolvimento de mercado e de produto a um ritmo acelerado.

Com o apoio destas organizações que ajudam os empreendedores que consideram ter mais potencial, dotando-os das ferramentas e dos Skills necessários para vingar no mercado onde pretendem entrar. 


Quando uma empresa está com um crescimento tão acelerado tem de estar focada no seu negócio e apoiar-se em ferramentas como o Magnifinance para lhes assegurarem as tarefas acessórias ao core do negócio, mas críticas para o sucesso do todo. Estas ferramentas permitem fornecer dados preciosos para empreendedores e investidores aferirem a saúde financeira da empresa e permitir uma maior dedicação ao Negócio em si.


  • Nuno Rodrigues
  • 0

Comentários

Ainda não existem comentários sobre este artigo. Seja o primeiro!


Seu comentário

Tags: Beta-IEmpreendedorismoLisbon Challenge

Related posts

Este site usa cookies para melhorar o desempenho e experiência. Ao continuar, declara aceitar todos os cookies. Fechar