Qual a diferença entre contabilidade e gestão financeira? Muitos empresários têm essa dúvida, pois são atividades com muitas complementaridades. Neste post tentamos clarificar as principais diferenças e focos de cada função.


Embora funcionem como peças complementares e estejam intimamente ligadas aos números da empresa, a gestão financeira e a contabilidade são funções diferentes. É preciso tomar decisões sobre o capital ou fornecer os dados para a Autoridade Tributária? A sua necessidade é fazer um balanço patrimonial ou decidir quanto dinheiro será investido?

Muitos empresários ainda ficam confusos com perguntas como essas. Mas os resultados não deixam dúvidas: empresas que trabalham com a gestão financeira e a contabilidade como aliadas tomam melhores decisões e aumentam seus lucros. Isto é, quando as diferenças entre as duas áreas são compreendidas, a empresa investe melhor e prevê e evita com mais facilidade os problemas vindos de imprevistos financeiros , o que se reflete diretamente em aumentos de competitividade.

 

Conheça a visão da MagniFinance sobre as principais características das duas atividades:

Focos Distintos

As duas atividades atuam com as informações geradas a partir do dia-a-dia das transações da empresa. Porém, a principal diferença entre contabilidade e gestão financeira - ou gestão de tesouraria - está no foco de cada uma.

A gestão financeira foca-se no dinheiro da empresa, qual a disponibilidade financeira e como vai evoluir no futuro. Esta trabalha  ao lado da direção e da presidência, alertando para potenciais problemas de liquidez, atrasos em recebimentos, oportunidades de aplicações financeiras ou disponibilidades para investimento no crescimento da empresa.

A contabilidade está concentrada em cumprir corretamente as obrigações fiscais, fazer o registo formal de valores pendentes entre a empresa e os seus clientes e fornecedores, entre outras responsabilidades.

 

Pela natureza do seu trabalho, o profissional responsável pela contabilidade, o contabilista, precisa estar mais atento ao passado: o que foi gasto, o que foi investido, que impostos foram pagos, que débitos ficaram pendentes… Enquanto isso, o gestor financeiro está mais conectado ao presente e, especialmente, ao futuro. Com base nos dados fornecidos pela contabilidade, ele acede às informações que circulam na empresa naquele momento para construir as suas análises - o que é possível ser feito em tempo real, graças ao alto nível de automatização oferecido por plataformas online, como a MagniFinance.

 

Resultados Complementares

A função do contabilista é uma atividade indispensável para a boa execução da gestão de tesouraria. É praticamente impossível planear o futuro financeiro da empresa se o gestor não tiver em mãos os dados corretos e detalhados das transações efetuadas nos últimos tempos. Além disso, a contabilidade cuida do relacionamento da empresa, com a Autoridade Tributária, certificando-se que todas as obrigações estão a ser cumpridas dentro do prazo legal.

 

Os resultados da gestão financeira dão continuidade ao trabalho do contabilista. Alinhada ao andamento do fluxo de pagamentos, a tesouraria consegue apontar os caminhos a seguir. Um exemplo é a necessidade de empréstimo. A partir de todos os dados, vindos da contabilidade e do software de gestão financeira, o gestor avalia e vai ter a necessidade pedir um financiamento ao banco.

 

Outra situação é o investimento. Uma boa gestão financeira consegue apontar os melhores investimentos para o dinheiro que fica parado na conta da empresa. Isso acontece quando a empresa já pagou todos os fornecedores, impostos e salários e o saldo na conta bancária ainda tem uma margem positiva. Quando há gestão financeira, o valor é identificado rapidamente e direcionado para algo que possa aumentar a competitividade da empresa, como investimentos em equipamentos ou mesmo em aplicações financeiras. Sem essa atenção, o empresário deixa de ganhar dinheiro ou perde a oportunidade de investir no crescimento da empresa.  

 

Quando o empresário descuida a contabilidade ou a gestão financeira, está a colocar o futuro da empresa em risco. O que pode ocorrer mesmo quando as vendas estão a correr bem.

Afinal, uma faturação elevada não é o suficiente para uma empresa não falhar. Sem o controlo da tesouraria, toda a receita pode chegar depois de ser necessária para o pagamento aos fornecedores e ao Estado. Ou seja, a empresa está a funcionar bem mas não tem liquidez para pagar contas e entra em incumprimento. Um situação muito arriscada, considerando que, nesse caso, fica vulnerável a processos e a danificar as boas relações com os melhores fornecedores.

 

Integração via software

A contabilidade muitas vezes tem um grande foco em registos passados ​​e na apresentação de relatórios, envolvendo a criação e análise desses documentos. Durante muito tempo, isso foi feito de maneira manual, em livros e pastas que ocupavam salas inteiras. Com ajuda da tecnologia, novas aplicações e plataformas como a MagniFinance cuidam desse trabalho e facilitam a vida do contabilista.

 

Outros recursos fazem da MagniFinance uma fonte de integração entre o trabalho do contabilista e da gestão financeira. Um deles é a sincronização bancária, que concentra as informações de todas as contas bancárias da empresa num só sítio, com resultados que podem ser acedidos a qualquer momento. Outro é a emissão de faturas certificadas pela Autoridade Tributária, com estimativa automática do IVA. Assim, por um lado, o contabilista torna seu trabalho mais ágil e, por outro, o gestor financeiro consegue ter uma visão global da saúde financeira da empresa.

 

Conheça todas as funcionalidades da MagniFinance e saiba como vai ajudar a sua empresa a economizar e a lucrar mais.

Tenho de escolher entre gestão financeira e contabilidade?

Não. O contabilista é um profissional indispensável para que a empresa mantenha o controle sobre seus números, transações bancárias e obrigações com a Autoridade Financeira. Já a gestão de tesouraria também é essencial, porque vai analisar se o seu desempenho financeiro atual é favorável, além de mostrar como a sua empresa deve alavancar as finanças para aumentar os lucros com solidez. Por isso, a escolha deve ser por trabalhar com as duas áreas em parceria.

 

No entanto, muitas vezes, o empresário está atento e preocupado com essas questões, mas a estrutura da sua empresa é pequena e não há verba para contratar profissionais especializados. Nesse contexto, ele precisa de acumular a função de gestor financeiro com a responsabilidade de  enviar as informações financeiras um serviço de contabilidade externo. Para esse empreendedor, recorrer à tecnologia de baixo custo para controlar estes processos também é uma atitude estratégica.

 

A solução oferecida pela MagniFinance garante ganho de tempo e melhoria nos resultados financeiros, tanto para o empresário que pode contar com contabilista e gestor financeiro, quanto para aquele que precisa dar conta de tudo sozinho.

 

Faça um teste grátis de 30 dias e comprove o ganho de eficiência e produtividade que a MagniFinance oferece.

 

Ainda tem dúvidas sobre a importância da contabilidade e da gestão financeira? Deixe as suas perguntas nos comentários ou use o nosso chat online e fale com um dos nossos analistas.



  • Emidia Felipe
  • 0

Comentários

Ainda não existem comentários sobre este artigo. Seja o primeiro!


Seu comentário

Tags: #Contabilidade#Financas#Gestão#MagniFinance

Related posts

Este site usa cookies para melhorar o desempenho e experiência. Ao continuar, declara aceitar todos os cookies. Fechar